quarta-feira, setembro 19, 2007

Nova fase

Ao fim de muito pensar e procurar, decidimos que o Gui vai para a creche. Ficou tudo hoje decidido. Só tenho de fazer os ultimos preparativos (compras de bibe e objectos pessoais). Vai custar-me deixá-lo num local desconhecido apesar de ter gostado do ambiente e das pessoas. Ele tem estado com a avó mas depois de determinados comentários passei-me e comecei a ver as possibilidades. Claro que em Setembro é um pouco complicado arranjar vaga mas encontrei um perto do meu local de trabalho.
Todo esta situação se deve ao facto dalgumas pessoas acharem que sabem mais que os outros. Uma coisa é passarem-nos atestados de estupidez no trabalho por desconhecidos (no atendimento a clientes estamos sujeitos a tudo). Agora o que eu não encaixo é quando são pessoas próximas(familiares) que nos faltam ao respeito ao duvidar da nossa capacidade de criar um filho e insinuam que nós não terminamos tratamentos médicos e por isso o nosso filho teve uma recaída. Não suporto e, antes que a coisa corra mal, tomámos essa decisão.
A entrada oficial vai ser a 1 de Outubro. Estou para ver como ele vai reagir quando tiver que lá ficar.
Agora só temos de dar a (boa/má) notícia aos avós paternos. Os maternos já sabem de tudo.

5 comentários:

Joana disse...

Olá Cris!
Há realmente muitas vantagens em ter os nossos filhotes com os avós (quando é possível)não só por ser uma relação de extrema importância para o desenvolvimento saudável dos nossos filhotes, mas também porque se poupa bastante.
Mas não fiques apreensiva (se é que é possível) porque após as devidas adaptações, conviver com meninos da sua idade vai ser bastante benéfico. Na escola eles têm mais regras definidas, aprendem a partilhar as coisas, enfim, coisas que também sabes.
Portanto, que corra tudo da melhor maneira!
O João anda no Infantário da Casa Branca, ADORO. E o Gui vai para qual?
Beijinhos para aí para casa

cris ferreiro disse...

Olá, Joana!
Eu sou um bocado ansiosa com tudo que tenha a ver com mudanças. Mas sempre pensei que nesta situação não fosse ficar assim porque até já trabalhei em jardins de infância(antes do porojecto). Mas não!... Sou como as outras mães. Além de ter de tratar das coisas, ainda há ansiedade de deixar o garoto num infantário que eu não conheço muito bem apesar de me terem dito maravilhas dele. Vai para a creche da Previdência. Como estão vocês?
Muitos beijinhos,
Cris, Gui e Artur

Joana disse...

É natural que sintas essa ansiedade, mas garanto-te que é uma questão de tempo.
Eu estive com o João em casa até ele ter quase 2 aninhos e para mim foi um pesadelo, ele entrou em Janeiro e só em Junho é que ele começou a deixar de chorar quando o deixava. Agora, quando esteve de férias já só falava nos amigos e nas saudades que tinha.
Vais ver que quando o Gui tiver os amiguinhos da escola vai adorar.
Nós estamos bem, eu é que ando na desgastante procura de emprego, enfim.
Beijinhos

Ângela e Daniel disse...

Ai amiga como te compreendo quando referes a atestados de incompetência passados por familiares!!! Eu sei bem o que isso é! Mas vai tudo correr bem, o Gui vai-se adaptar lindamente! Eu tenho sorte, pois o Daniel está com os meus pais!!!
Beijos doces

Joana disse...

Então como correu a entrada na escolinha?
Beijinhos
Joana & João