quinta-feira, abril 02, 2009

Revoltada...

...com a vida porque quando esta nos prega partidas nós conseguimos ou pelo menos tentamos lidar com a situação. Mas, quando atinge os nossos filhos, não é justo!... É o sentimento cá em casa: uma injustiça. De repente, o mundo desaba em cima de nós porque o que mais receavamos confirma-se ao fim dum ano de incertezas e de esperança.
"Podia ser pior" ou "já se tinha falado nessa possibilidade", dizem-nos. Não conforta e agora temos que aceitar que o nosso filho vai ser diferente, que poderá não ter à partida as mesmas possibilidades que os outros meninos da idade dele. Ver então o diagnóstico em 3 folhas de papel acaba com qualquer ânimo de mãe ou pai (sim, porque o pai cá de casa está de rastos, apesar de não o dizer)...
Apetece-me meter o meu filho numa redoma e protege-lo desta sociedade que não sabe aceitar bem quem é diferente...

5 comentários:

RJ disse...

Então, querida o que se passa?
Não estou a par de nada, não te sigo há muito tempo, o que tem o teu menino?
Vá força, manda-me um mail se quiseres
jjacintorute@gmail.com

Cláudia disse...

Eu nunca comentei o teu blog mas costumo visitar.
Fiquei apreensiva com o teu post...
E estou com um nó na garganta sem saber o que dizer!

Beijinho

RJ disse...

Obrigada pela resposta no meu blog.
Não é fácil com toda a ecza mas o melhor que tens a fazer é procurar o máximo de informação possível, para ajudares o teu menino a encontrar-se.
Eu nada percebo do assunto, nunca vivi um caso de perto, mas sei que existem muitas mães na blogosfera na mesma situação que tu. Falar com quem sabe o que estamos a passar pode ser fantástico para vocês pais.
Beijinhos, e estou sempre por aqui.

RJ disse...

certeza* ( o meu teclado anda a comer-me as letras...)

Lipa disse...

Não sei o que se passa, mas cá estaremos para te dar força e apoiar no que podermos. Muitos beijitos e força!!